Roberto se superou

Especial Financiamento – Caixa é opção mais barata?

financiamento-residencial

Na hora de escolher o banco ideal para financiar a casa própria é preciso estudar todas as condições, exigências e analisar as melhores taxas. E muita gente acredita que a Caixa Econômica Federal é a melhor opção para adquirir o crédito imobiliário.

A Caixa é uma instituição financeira pública do governo federal. Durante muito tempo foi opção mais barata para adquirir o financiamento imobiliário. Mas nos dias de hoje, essa realidade mudou. É possível encontrar taxas mais em conta nos bancos privados e até mesmo no Banco do Brasil. Tudo depende do seu perfil de crédito, da modalidade de crédito e do seu relacionamento do com o banco.

Para o advogado especializado em Direito imobiliário e sócio do escritório Ferraz Sampaio e Dutra – Sociedade de Advogados, Renato Savy, normalmente o financiamento pela Caixa é mais barato que os bancos privados. “Mas é muito importante o cliente fazer simulações e comparar todas as condições.”

Outra questão que deixa os brasileiros com dúvida é a questão das taxas que acompanham o financiamento imobiliário. E como saber se não estão sendo cobradas taxas desnecessárias?

Para o Dr. Savy é normal, porém cada Banco tem a sua taxa. “As cobranças de taxas são inerentes às operações de financiamento imobiliário, como por exemplo, o seguro, que quita o financiamento em caso de falecimento do participante que entrou com a renda.”

A Caixa, o Banco do Brasil e o Santander financiam até 35 anos. Já o Itaú e o Bradesco o prazo máximo para pagar é de até 30 anos. Segundo o advogado especializado em Direito Imobiliário, Renato Savy, a maioria dos brasileiros levam entre 10 e 20 anos para quitar o saldo do financiamento imobiliário.

Pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), a Caixa Econômica Federal financia até 85% dos novos imóveis e 70% dos usados. A taxa mínima é de 10,50% a.a. + TR e máxima é de 11,22% a.a. + TR.

O Banco do Brasil financia 80% do valor de avaliação ou compra e venda, no que for menor. As taxas de juros são a partir de 11,29% a.a. + TR e podem ser flexibilizadas de acordo com o relacionamento do cliente com o banco.

O Bradesco também financia até 80% do valor do imóvel residencial, novo ou usado e o prazo do financiamento imobiliário é até 30 anos para pagar. Taxa de juros de até 10,70% ao ano

No Itaú, o percentual de financiamento máximo é de até 75% do valor do imóvel, com valor mínimo de R$ 100 mil. As taxas são a partir de 10,5%, de acordo com o relacionamento e o histórico do cliente com o banco.

Já no Santander o percentual máximo é de até 70%. O financiamento permitido para imóveis
com valores a partir de R$ 90 mil e com valor a partir de R$ 60 mil. Com taxas de juros a 10,7% ao ano. O comprometimento máximo de renda pode ficar entre 30% e 35%, mas varia de acordo com a análise de crédito.

* Informações enviadas pelas assessorias das instituições bancárias em novembro de 2016.

Fonte:
SP Imóvel | http://www.spimovel.com.br